As divas

Posted in Uncategorized on 19 de abril de 2018 by nodivacomog

dadaepo-beach-2826172_960_720Você certamente já deve ter ouvido falar nesta palavra: diva. O dicionário Michaelis apresenta como significado para este termo: divindade feminina, deusa, musa inspiradora, mulher de beleza excepcional. A quem podemos e/ou devemos tomar por divas? Quais são as mulheres que nos inspiram e nos servem de referência?

A jovem de corpo esbelto que sempre relata a importância dos diversos tratamentos de beleza e de se manter um corpo magro com intervenções cirúrgicas? A intelectual que filosofa sobre o papel da mulher na sociedade atual e do compromisso de cada uma de nós com a posição que ocupamos? A mulher que cria os seus filhos, em muitos casos, sozinha, e labuta de domingo a domingo com o objetivo de propiciar o melhor para eles?

Peço licença para falar a partir da minha visão de mundo e das experiências que já vivenciei. Uma das mulheres mais fantásticas que já conheci, habitava o sertão. Era, porque ela não se encontra mais entre nós, uma mulher de uma força incrível. Mesmo diante das adversidades, sejam elas quais forem, ela estava firme, forte e sempre prestativa a me ajudar, socorrer e muitas vezes me propiciar uma palavra de incentivo. A sua luta passou também a ser minha quando nos unimos com a minha chegada. Estou falando da minha mãe que se tornou exemplo de mulher e referência dos valores que deveria ter comigo na minha jornada. Diversas situações foram marcantes na minha vida e que me fizeram sempre tê-la como uma figura admirável. Ela não é a única. Tantas outras mulheres travam suas lutas diárias assim como Josefa Gomes, minha mãe, pela sobrevivência, em busca de um mundo onde possamos ter mais liberdade, mais amor e mais direitos. A minha mãe me ensinou a vencer as minhas lutas diárias, a sempre acreditar num futuro melhor e sempre buscar o melhor para mim e também para o meu próximo.

Falar do Dia Internacional da Mulher, celebrado amanhã, dia 8 de março, é claro, falar das lutas das mulheres por direitos iguais no século dezenove. Essas manifestações e lutas por reconhecimento não pararam naquela época. Além de melhores condições de trabalho, a mulher também lutou pelo direito de votar dentre tantos outros.

E não apenas as mulheres que estiveram à frente de várias lutas e que ganharam notoriedade em diversas áreas como a nossa reconhecida escritora cearense Rachel de Queiroz, da farmacêutica cearense Maria da Penha, símbolo da luta contra violência da mulher, mas a cada uma de nós que seguimos reivindicando a nossa liberdade, independência e o nosso direito de agir conforme a nossa consciência.

Que em 2018 e nos anos vindouros possamos acreditar na importância das nossas lutas diárias.

Acredite em você! Lute incessantemente pelos seus sonhos! supere-se! Arrisque-se! Enfrente os desafios e combata com coragem seus medos. Pense, cultive e conserve sempre ideias otimistas e positivos. Cada batalha nossa representa o Dia Internacional da Mulher! Cada oportunidade que nos damos contribui para que todas nós mulheres estejamos melhores que ontem!

Respeite-se! Respeite os outros, Trate as pessoas com educação, humildade, benevolência, honestidade e sinceridade. Proteja também a Natureza.

Ajude-se e ajude quem precisa de você. Sem buscar necessariamente nada em troca. Não discrimine, não humilhe e muito menos pense que é melhor que os outros. Lembre-se que ninguém é superior e nem inferior a você.

Agindo assim, você certamente também estará cooperando para se transformar e transformar o mundo num lugar melhor. Parabéns às milhares de mulheres que são divas e muitas vezes nem se percebem assim, para aquelas que acordam todo dia e seguem nas suas lutas sendo exemplo para cada uma de nós!

Autores: George Lima e Ivonete Lima

Anúncios

A minha experiência com a redução de estômago

Posted in Uncategorized with tags , , , on 4 de outubro de 2017 by nodivacomog

20161202_155355Depois de tanto tempo, resolvi retornar a escrever neste espaço. Nada melhor que retornar em grande estilo. Contarei para vocês, a experiência que tenho vivenciado com a cirurgia bariátrica. Vale, neste momento, uma pergunta inicial: por que resolvi me submeter à redução de estômago?

A minha preocupação com peso vem desde a adolescência. Dietas e atividades físicas mantinham ou faziam com que conseguisse retornar ao peso pretendido. Com o passar do tempo, mudança de cidade, rotina, modificaram essa relação dieta/atividade física. O que, antigamente, era prioridade, tornou-se secundário. O reflexo foi direto e comecei a engordar gradativamente.

Passei boa parte da adolescência no ganha/perde de peso, fazendo as mais variadas dietas. Inicia a academia, para em pouco tempo. Faz caminhada e logo depois desiste. Não posso esquecer de um detalhe importante: eu AMO comer, principalmente, comidas regionais, sabe, de interior, comida nordestina. Sabe qual o resultado de sarapatel, panelada, pizza, picanha e tudo enquanto de modo farto, sem atividade física, no sedentarismo modo 100%? Cheguei à 167 kg. E os problemas de saúde começaram a surgir como pressão alta, gordura no fígado com inflamação, bursite nos pés, dor nos joelhos e nas costas, pré-diabetes etc.

A partir daí, fui conhecer o passo a passo da cirurgia bariátrica, riscos e benefícios. Neste período, vários amigos foram importantes com dicas e o que aconteceu com eles. Iniciei exames e aos poucos fui assimilando a possibilidade/viabilidade da redução de estômago. Estava assustado com a situação. Diante disto, claro que comecei a tomar algumas precauções e evitar determinadas coisas, apesar de não seguir à risca.

Determinei-me, então, a passar pelo processo da cirurgia bariátrica. Para mim, passou muito rápido. Quando eu vi, já estava para ser operado. Tudo transcorreu bem no procedimento cirúrgico. Até agora eu já perdi 13 kg.

Primeira semana

Primeiro líquido que coloquei na boca foi água. Desceu, literalmente, quadrado. Sensação esquisita no estômago. Primeira refeição foi suco de laranja. Depois água de coco. Esta fase de adaptação foi estranha como processo de reconhecimento. Aos poucos, o meu corpo foi aceitando o que eu consumia. Ingerir o primeiro iogurte foi terrível. A revolução foi imensa. (risos).

Segunda Semana

Tudo se tornou mais fácil. A água já descia com facilidade. A comida ainda liquida também já não parecia mais tão estranha. Comecei a experimentar dentro do permitido, o que eu gostava. Neste período, o mais difícil, e, é importante estar consciente, que a cirurgia não tira a vontade de comer tudo que você gosta. Então, sentir o aroma de comidas, para alguns, pode ser um grande martírio. Para mim, não foi tanto.

Terceira semana

Cheguei nesta fase, e estou comendo alimentos pastosos. Confesso que no início foi extremamente difícil. O desconforto é grande, mas, aos poucos, o estômago vai se acostumando com o alimento que vamos ingerindo.  Outro aspecto importante é seguir as recomendações médicas e da nutricionista à risca. Eu sigo exageradamente às orientações deles.

A experiência está sendo diferente, mas enriquecedora. Até agora, a mudança está valendo a pena. Logo postarei fotos pois visualmente já percebo grande diferença.

Depois conto mais para vocês!

Texto de Força

Posted in Uncategorized with tags , , , , , on 12 de novembro de 2013 by nodivacomog

ImageQuando você se sentir um

Fracassado

Um tolo qualquer,

Lembre-se que para toda

Ação, existe uma reação

Logo, a volta por cima você dará!

 

Quando você se sentir um inútil

Sem alguma importância,

Lembre-se que alguém te deu a

Luz

Logo, para essa pessoa, você é o

Mundo!

 

Quando você se sentir feio

Um ser abominável, esdrúxulo

Lembre-se que tu és obra de

Deus

Logo, um ser lindo você é!

 

Quando você se sentir depressivo

Como se teu mundo tivesse

Acabado

Lembre-se que a verdadeira

Felicidade é utópica e subjetiva

Logo, ela depende só de ti!

 

Bruno Mendes 

Somos artesãos do tempo?

Posted in Uncategorized on 3 de novembro de 2013 by nodivacomog

ImageEm algum momento, você já deve ter pensado: Há se eu pudesse voltar no tempo? Eu faria diferente. Faria mesmo? Só se fosse consciente, imagino. Também percebeu como tudo que construímos, assim como um artesão quando faz a sua obra, depende dos nossos objetivos, intuitos e, principalmente, crenças. Em que você acredita? Você luta por aquilo que acredita? Se somos artesãos, de nossas vidas, posso te dizer que também somos artesãos de nosso tempo. O tempo nos acompanha como fiel escudeiro. Ou não?

Algumas situações surgem de forma indireta, mas chegam através das nossas escolhas. Quando eu vim morar no Piauí, mais especificamente, em Teresina, o meu principal motivo era estudar jornalismo. Viver aqui fazia parte do ‘pacote’. Nestes dozes anos de Piauí, percebo que muitas das minhas decisões foram de acordo com o que eu acreditava.

Eu vim, voltei, vim novamente e percebo que o Piauí sempre me surpreende nas duas extremidades. Se é bom ou ruim, não sei, a certeza que tenho é que estas situações me trazem novas oportunidades de perceber a realidade ao meu redor, de me resignificar e acrescentar novas considerações a tudo que acho válido.

Estar neste constante trânsito interno e externo demonstra um pouco do meu espírito aventureiro que sempre busca o novo e se cansa com os clichês. Aliás, não existe nada mais clichê do que cotidiano. Como lidar com a rotina diariamente e a fazer representar a cada momento, a cada dia uma situação nova, encantadora, representativa? Você consegue fazer isto ou se enquadra naqueles que diariamente escrevem ou dizem que estão com tédio. Você já parou para pensar sobre o que é realmente tédio?

ImagePor causa deste espírito aventureiro, posso afirmar que não pertenço a nenhum lugar, mas sou de todos. Que me prendo àquelas pessoas que realmente me importam e me solto completamente. Percorrer novos caminhos, novas possibilidades e perceber que ficar fora do contexto é um modo de conseguir visualizar aspectos que te cegam, possibilidades que estão à sua frente e que não percebemos. 

O que você faz com os seus sentimentos?

Posted in Uncategorized with tags , , , , , , , on 16 de abril de 2013 by nodivacomog

ImageEstes dias, li ou ouvi alguém falar que as pessoas hoje estão cada dia mais tristes, pela necessidade de serem notadas,  serem reconhecidas, principalmente, pelo outro. É o Big Brother da vida real.  

É fato que hoje as pessoas se expõem mais, e as redes sociais tem facilitado isto. E, nesta exposição, geram uma expectativa que muitas vezes não é atendida. É meio que um auto-voyeurismo. Quer ser visto por mais gente e quer se satisfazer com isto. Utilizando o facebook como exemplo, quanto mais curtidas nas minhas fotos e minhas postagens tiverem, o usuário se sentirá mais popular e referência de uma situação, seu ego infla, e o seu orgulho então… Os indivíduos incorporam isto, não apenas na vida social, mas em outros campos, como a vida afetiva.

Para eu me sentir e ser feliz, preciso encontrar alguém que me ame e me faça feliz. O mais engraçado, paradoxal e interessante é que, muitas vezes, a pessoa interessada não pensa na outra, apenas a sua vontade interessa, mesmo existindo duas pessoas diferentes na determinada situação.

E, surgem os desvarios, as loucuras e tentativas de conquistas como também as decepções que levam a depressões e outras situações mais graves. Eu preciso e necessito ser notado a todo custo e tem pessoas que não se importam. Você vai gostar de alguém e para esta outra pessoa, você será mais alguém, um alguém qualquer na multidão. E o que você vai fazer com tudo isto? 

Algumas se controlam e seguem em frente. Outras param e roem e corroem aquela frustração, como se apenas aquilo importasse. Ao meu ver, torna-se um aprendizado, porque as pessoas entram e saem das nossas vidas a todo instante.

Devemos buscar sempre o que é melhor para nós. Pelo menos em tese a situação acontece desta maneira. Para que dar atenção para alguém que não se preocupa comigo? E outra, ao invés de buscar um sentimento fora de você, já pensou em buscar este sentimento dentro de você? Já imaginou se conversando consigo em frente ao espelho e perguntando quem você realmente é? Como faço para me amar? Ah, você se ama? Será mesmo?

Os sentimentos devem surgir de dentro para fora. O que nos torna dependentes dos sentimentos alheios é a falta de consciência e maturidade para lidar com estes fantasmas que nos percorrem. Olhar para si de forma sincera, prática, verdadeira e imaginar o que se deseja.

Já imaginou que muitas vezes, o nosso sentimento por alguém, é para satisfazer o nosso bem-estar e não o bem-estar alheio. Quando eu gosto de alguém, claro, tenho que cultivar este sentimento em parceria. Quando não existe parceria, nem relação, e pior, nenhum sentimento (em tese), não tem o que ser cultivado.

A vida segue carissimos. Novas situações, experiências, pessoas surgem. Aproveite a vida e aprenda com as melhores pessoas que são aquelas que te proporcionam bons sentimentos e fazem você se sentir bem. É aquele velho ditado: gostar de quem gosta de mim. 

Já vai, 2012?

Posted in Uncategorized on 29 de dezembro de 2012 by nodivacomog

ImageÉ tão bom, importante quando fazemos retrospectivas. Quando analisamos que erros, que acertos tivemos num certo periodo de tempo. Geralmente, fazemos no periodo de um ano. O ideal não seria que fizéssemos isto num espaço de tempo menor. Para que, assim como numa empresa, pudéssemos dar maior efetividade aquilo que pensamos e estabelecemos como metas, objetivos durante o ano.

 

 

Assim como todos os anos, 2012, foi um ano muito importante para mim. Consegui algumas coisas especiais, como me tornar servidor público federal e mudar um pouco da minha rotina. Voltei para natação, esporte que eu gosto demais, a água me relaxa. E consequente a isto, novas pessoas, novos amigos, novos colegas entraram na minha vida, e me ensinam a cada dia mais sobre como é viver e se tornar alguém melhor a cada dia.

 

Trabalho novo, e uma realidade: perdi o meu cafofo. Tive que buscar um novo espaço para morar. Na época fiquei agoniado, mas no final, deu tudo certo. Aos poucos, incluindo elementos, retirando, e imaginando um espaço que tenha um pouco de mim.

 

Da mesma forma que ocorreram os ganhos, também, surgiram as perdas. Meu avô faleceu recentemente. Eu não consegui iniciar a minha reeducação alimentar, mas, 2013 é uma meta que irei implantar e tantas outras situações que, digamos, não vem ao caso citar.

 

Diante de tudo isto, acredito que o melhor que eu faço diariamente é agradecer. Por tantas oportunidades, tantas bênçãos, tantos aprendizados diários que conquistamos, momentos que construimos. Obrigado a cada pessoa que me deu a oportunidade de perceber o quanto ela é especial, ela gostando de mim ou não, o individuo me suportando ou não. Não temos inimigos, na verdade, inimigo é um referencial para se caracterizar alguém que não concorda com o que você é! Para estas pessoas o meu muito obrigado! A minha felicidade também é a sua felicidade! Paz no coração de vocês também!

 

2013 vem ai, cheio de novos projetos, novas possibilidades, novas oportunidades, novos anseios, querendo sempre fazer o melhor por todos, buscando a Felicidade. Obrigado, Senhor, por tudo que tenho, os momentos alegres, os momentos tristes, os ganhos, as perdas, e, principalmente, as oportunidades de aprender, de ensinar, de auxiliar, um abraço, um sorriso, um aperto de mão, o mal humor também, uma palavra, amiga ou não, um bom dia e um oiiiiiiiiiiiiiiiii, sempre!

 

Coluna Concursos em Comunicação

Posted in Uncategorized on 15 de dezembro de 2012 by nodivacomog

Universidade Federal da Paraíba
Área: Docência
Instituição: UFPB
Inscrições: Até 21 de dezembro de 2012
Salário: 3.137,18
Link:http://www.pciconcursos.com.br/concurso/ufpb-universidade-federal-da-paraiba-pb-61-vagas

Universidade Federal de Ouro Preto
Área: docência (Fotografia/Webjornalismo/Jornalismo Audiovisual)
Instituição: UFOP
Inscrições: Até o dia 26/12/2012.
Salário: 7.627,02
Link: http://www.pciconcursos.com.br/concurso/ufop-universidade-federal-de-ouro-preto-mg-23-vagas

Universidade Federal de Pernambuco
Área: Docente (Processos Comunicacionais);
Instituição: UFPE
Inscrições: Até Dezembro de 2012
Salário: R$ 7.627,02
Link: http://www.pciconcursos.com.br/concurso/ufpe-universidade-federal-de-pernambuco-pe-15-vagas-901

Universidade Federal de Sergipe
Área: Docência
Instituição: UFS
Inscrições: Até 03 de janeiro de 2013
Salário: 4.837,56
Link:http://www.pciconcursos.com.br/concurso/ufs-universidade-federal-de-sergipe-se-80-vagas

Conselho Regional de Enfermagem do Distrito Federal
Área: Analista de Comunicação (Jornalista)
Instituição: Quadrix
Inscrições: Até 10 de janeiro de 2013
Salário: R$ 4.100,00
Link: http://www.pciconcursos.com.br/concurso/coren-conselho-regional-de-enfermagem-df-12-vagas

Universidade Federal do Espirito Santo
Área: docência(Roteiro e Linguagem Audiovisual/ Produção e Direção em Audiovisual/Multimida e Edição em Audiovisual/Fotografia)
Instituição: UFES
Inscrições: Até 10 de janeiro de 2013
Salário: R$ 7.627,02
Link: http://www.pciconcursos.com.br/concurso/ufes-universidade-federal-do-espirito-santo-es-26-vagas

Universidade Federal de São Carlos
Área: Docência – Cinema
Instituição: UFSCAR
Inscrições: Até 11 de janeiro de 2013
Salário: R$ 2.072,77
Link: http://www.pciconcursos.com.br/noticias/ufscar-abre-vaga-para-professor-na-area-de-som-para-cinema-e-audiovisual

Universidade Federal do Amapá
Área:Docência – radiojornalismo/Assessoria de Comunicação, cibercultura e novas midias/jornalismo especializado/fotografia e planejamento gráfico/telejornalismo
Instituição: UNIFAP
Inscrições: 17 de dezembro de 2012 até as 17h30min do dia 17 de janeiro de 2013,
Salários: R$ 4.837,66 (Mestrado) / R$ 7.627,02 (Doutorado)
Link: http://www.pciconcursos.com.br/concurso/unifap-universidade-federal-do-amapa-ap-85-vagas

Conselho Regional de Farmácia do Pará
Área: Assessor de Comunicação
Instituição: Faculdade Integrada Carajás
Inscrições: Até 18 de janeiro de 2013
Salário: 2.292,07
Link: http://www.pciconcursos.com.br/concurso/crf-conselho-regional-de-farmacia-pa-13-vagas

Celesc Distribuição S/A
Área: Analista de Comunicação Social
Instituição: Fundação de Estudos e Pesquisas Socioeconômicos-FEPESE
Inscrições: Até 21 de janeiro de 2013
Salário:  2.979,60
Link: http://www.pciconcursos.com.br/concurso/celesc-distribuicao-s-a-sc-190-vagas

Ministério Público do Acre
Área: Analista Administrativo – Comunicação Social
Instituição: Fundação do Ministério Público do Rio Grande do Sul
Inscrições: Até 31 de janeiro de 2013
Salário: R$ 3.500,00
Link:http://www.pciconcursos.com.br/concurso/ministerio-publico-ac-150-vagas

Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais
Área: Analista de Comunicação Social
Instituição: Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa – FUNDEP
Inscrições: 07 de fevereiro de 2013 às 19 (dezenove) horas do dia 13 de março de 2013.
Salário: R$ 4.200,00
Link: http://www.pciconcursos.com.br/concurso/codemig-companhia-de-desenvolvimento-economico-mg-40-vagas